Impressão 3D em 10 segundos | Conheça a impressão 3D volumétrica 1
12/01/2018

Impressão 3D em 10 segundos | Conheça a impressão 3D volumétrica

Impressão 3D em 10 segundos | Conheça a impressão 3D volumétrica

A Manufatura aditiva tem várias vertentes e nos surpreende a cada ano que passa e suas revoluções vem acontecendo.

Além de diversas tecnologias de manufatura aditiva que conhecemos, tais como: FDM, Polyjet, SLA, SLS e por aí em diante.

Agora teremos um novo modelo de impressão 3D que está sendo testado que sua principal diferença é a utilização de hologramas.

Impressão 3D em 10 segundos

Por mais que conhecemos a impressão 3D como algo demorado e que leva horas e até mesmo dias para concluir uma impressão, temos essa nova tecnologia que está sendo testada e estudada que pode acabar com essa limitação.

Essa técnica de impressão 3D utiliza imagens projetadas a laser como se elas fossem hologramas.

A resina que será utilizada para concluir uma peça final fica em estado líquido dentro de um vidro transparente.

Logo em seguida três feixes de lazer se cruzam no interior da resina, definindo a geometria do objeto que será criado.

A onde os lazeres se cruzam, a luz atinge uma intensidade suficiente para curar a resina, o que leva em cerca de 10 segundos.

Impressão 3D em 10 segundos | Conheça a impressão 3D volumétrica

Continuando o processo, basta esgotar o restante da resina liquida, e a peça está pronta.

Ela já pode ser retirada do recipiente de vidro e o processo está totalmente finalizado.

Maxim Shusteff, do Laboratório Nacional Lawrence Livermore, nos EUA, chama de “impressão 3D volumétrica”.

A equipe de Maxim afirma que está pode ser a única maneira de fazer manufatura aditiva sem a utilização de camadas.

Impressão 3D em 10 segundos | Conheça a impressão 3D volumétrica 1

Sem a utilização de camas é possível se livrar das cristas e das propriedades direcionais.

Como todas as características dentro das peças são formadas ao mesmo tempo, elas não têm problemas de superfície.

Próximos passos da impressão volumétrica

Os próximos passos da impressão 3D volumétrica será tentar fabricar peças maiores e mais complexas.

A equipe do laboratório nacional Lawrence Livermore afirma que o único inconveniente da técnica é que o material a ser usado na fabricação das peças precisa ser transparente ao comprimento de onda dos lasers utilizados.

Concluímos que a impressão 3D está conseguindo alcançar inúmeras vertentes de manufatura aditiva e iremos ver ao longo dos anos, novas tecnologias surgindo e revolucionando a indústria.

Veja também:

Stratasys apresenta nova plataforma de manufatura aditiva

Qual a diferença entre as manufaturas aditivas e subtrativas 

 

Posts Relacionados

Acompanhe a LWT Sistemas

Categorias

Siga-nos no G+

Receba todas as Novidades em Primeira Mão

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

ATENDIMENTO E SUPORTE
+55 (11) 3232-0532