Cachorro da raça beagle deitado sobre lápis vermelhos e objetos de cor vermelha, simulando testes realizados em animais. Fundo da imagem em cinza escuro.
16/03/2016

Manufatura aditiva pode acabar com teste em animais

Com o grande avanço da Manufatura Aditiva em prol de melhorias para a vida do ser humano e animal, a impressão 3D dá início ao fim dos testes em animais.

Sem dúvidas, uma das maiores lutas das ONGs que atuam em prol da vida dos animais é pelo fim da utilização de diversas espécies em testes feitos por empresas do mercado, como por exemplo, as de roupas e cosméticos, propondo testes em materiais sintéticos ou procurando outros meios para poupar a vida dos animais.

Vindo em boa hora, a utilização da manufatura aditiva para impressão de tecidos vivos mostra-se como uma solução eficiente para preservar a vida dos animais e, em breve, não precisarão mais ser submetidos aos testes feitos ano após ano pelas indústrias.

Pessoa segurando ouvido de tecido vivo impresso em impressora 3D.

Caso do Jabuti

A tecnologia da impressão 3D poderá permitir que os animais tenham qualidade de vida melhor. Com o método, por exemplo, foi possível imprimir um novo casco para um jabuti que havia ficado desprotegido depois de perdê-lo em um incêndio.

Jabuti Fred, que foi citada no texto, caminhando sobre campo gramado. Casto impresso através de impressora 3D com cor similar a cor tradicional (cor bege).
Clique na imagem para ler o artigo completo sobre Fred.

O caso do Fred, que na verdade é um jabuti fêmea, é um “divisor de águas” tanto para a tecnologia, quanto para a ciência e a medicina veterinária. Antes da experiência realizada no Brasil, nunca antes uma prótese animal havia sido produzida através da tecnologia da manufatura aditiva (impressão em 3D).

Os entusiastas da área, profissionais de medicina veterinária e também os apoiadores de ONGs podem contar com uma ferramenta e tanto para quem sabe um dia dar um fim aos testes nos animais. Para aquelas que ainda não conferiram toda reportagem, confira no vídeo abaixo.

A Manufatura Aditiva e os avanços da medicina

A tecnologia também deve auxiliar muitos seres humanos nos próximos anos, representando um avanço moderníssimo para a medicina.

Através do processo de manufatura aditiva, hoje em dia já existem lugares que estão oferecendo ao paciente alguns modelos de próteses exclusivas, desenvolvida de acordo com as suas necessidades e características – diminuindo, e muito, as chances de rejeição da prótese, colocando o paciente de volta à sociedade mais rapidamente.

Emma usando exoesqueleto impresso em 3D. Criança com giz de cera na mão, pintando desenho em cima de uma mesa. Emma está usando blusinha rosa com listras brancas. Exoesqueleto customizado com desenhos em todo o redor.
Clique na imagem para rever o artigo completo sobre Emma.

Relembrando um artigo que citamos aqui no blog, alguns cientistas dos Estados Unidos utilizaram a manufatura aditiva para produzir uma prótese que permitiu a Emma, uma criança que nasceu com Artrogripose Múltipla Congênita (AMC), movimentasse os braços pela primeira vez na vida.

A manufatura aditiva está ajudando tanto pessoas quanto animais, e cada vez mais, receberemos notícias benéficas para ambos, pois com o rápido desenvolvimento da tecnologia e empresas focadas em oferecer uma vida melhor para o ser vivo, a tecnologia só tende a evoluir. Na semana que vem, continuaremos a escrever sobre como a medicina está sendo beneficiada pela manufatura aditiva, abordando como tema principal a impressão 3D de músculos e tecidos humanos.

Posts Relacionados

Acompanhe a LWT Sistemas

Categorias

Siga-nos no G+

Receba todas as Novidades em Primeira Mão

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

ATENDIMENTO E SUPORTE
+55 (11) 3232-0532