Indústria 4.0 e o seu potencial na manutenção

Indústria 4.0 e o seu potencial na manutenção

Manutenção e a Indústria 4.0, lado a lado para potencializar a eficiência

A Agência Brasileira de desenvolvimento Industrial fez um estudo de qual seria a estimativa anual de redução de custos industriais no Brasil, a partir de uma migração para o conceito da indústria 4.0

E o resultado foi de no mínimo uma economia anual de R$ 73 bilhões.

A Economia envolve ganhos de eficiência, redução de custos na manutenção de maquinas e o consumo de energia.

Essa oportunidade é enorme e os benefícios não são só na economia, já que essas melhorias dentro do conceito 4.0 impactam positivamente no meio ambiente.

Apesar de estudos e números comprovarem o extremo benefício na adoção do conceito 4.0, podemos perceber que fazer essa adoção não é algo tão simples, as tecnologias já existentes e que suprem as necessidades básicas das industrias, confortam a maioria para não arriscar se envolver no universo da indústria 4.0

Manutenção e a Indústria 4.0

Nos dias atuais, quando uma máquina dentro da indústria quebra, os operadores precisam solicitar uma pessoa encarregada de fazer a manutenção, também conhecido como “manutentor”.

O Manutentor tem que descobrir a causa e o efeito que fizeram a maquina quebrar.

Com Sensores e conectividade, uma maquina se torna “smart”(inteligente) enviando assim uma análise computacional para avaliar as tendências.

Softwares processam dados em tempo real e consegue informar os problemas que podem aparecer em um dias, semanas e meses, fazendo assim com que o trabalho de manutenção seja muito mais eficiente e rápido.

O DynaPredict é um exemplo de sensor, desenvolvido no Brasil, que cumpre esta função onde há movimentação.

Outra oportunidade, a mais longo prazo, vem do encaminhamento destes dados para os fabricantes dos equipamentos os quais poderão melhorar os seus projetos ou montagens para aumentar a vida útil e facilitar a manutenção dos itens com maior desgaste.

Atendimento com realidade aumentada e virtual

Um exemplo do nosso dia-a-dia é a máquina Nespresso. Com a ajuda de um smartphone, o cliente lê o QR Code e é guiado de forma interativa, passo a passo, de forma que possa operar e consertar sua máquina.

Este modelo de realidade aumentada (AR – augmented reality), onde objetos físicos são incrementados por informações geradas por computação, melhora significativamente a experiência do usuário.

A viralização do Pokemon GO é prova disso.

No mundo industrial, a GoEpik tem ajudado a Renault a aplicar estas tecnologias tanto em manutenção quanto em treinamento.

Outra solução da GoEpik que faz muito sentido para o mercado da manutenção é o Especialista Remoto.

Recentemente usamos esta tecnologia durante o Desafio IIoT promovido pela Associação Brasileira de Internet Industrial.

Trata-se de um aplicativo que conecta um técnico local a um especialista remoto.

Com o uso do smartphone (ou smartglasses ou tablet) o técnico local demonstra qual sua dúvida.

Com ajuda da realidade aumentada o especialista remoto disponibiliza desenhos e indicações visuais na tela do smartphone, guiando o técnico para a solução do problema.

Manutenção e a Indústria 4.0  evita um enorme desperdício de tempo e dinheiro com deslocamentos, hospedagens, alimentação, além de colocar o equipamento em operação em muito menos tempo.

Como estas soluções para manutenção são de fácil adoção e baixo custo, entendemos que haverá ganhos significativos e rápidos fazendo com que as empresas se motivem a continuar explorando as tecnologias habilitadoras para a resolução dos seus problemas.

Manutenção e a Indústria 4.0 são a revolução da indústria.

 Veja também:

Indústria 4.0 e a Internet das Coisas salvando vidas

Automação : Saiba se irá abrir vagas no mercado de trabalho

Posts Relacionados

Compartilhe isso: