Novos materiais MakerBot - Composite PLA

Novos materiais MakerBot - Composite PLA

A MakerBot foi uma das empresas pioneiras em utilizar a queda de patentes das grandes impressoras 3D e criar plataformas acessíveis, responsável em grande parte pelo bum das impressoras 3D dos últimos 5 anos. Impressoras 3D baratas e fáceis de operar, visando tornar a impressão 3D um processo, uma ferramenta na metodologia de inovação, e que não requer formar especialistas em impressoras 3D, afinal, quem coloca no currículo que sabe operar impressoras 2D? A busca da MakerBot é colocar a impressora 3D nesse mesmo patamar.

Depois de torná-las acessíveis financeiramente, por tanto, a MakerBot passou a torná-las fáceis de operar, com um software de interface gráfica simples, e ao mesmo tempo poderoso, que contempla até a 5a geração de impressoras 3D da companhia, e que pode ser operado desde computadores com Windows, Linux e Mac, smartphones com Android ou iOS e tablets. Com essa simplificação de usabilidade, as impressoras 3D começaram a ser usadas em diversas áreas na intenção de ajudar, por exemplo, os deficientes visuais a sentir obras de arte e alunos aprenderem na prática a matéria dada em sala.

O processo de impressão destas máquinas deriva diretamente da FDM, Fused Depositon Modeling, processo da Stratasys e empresa pela qual foi adquirida e passou também a desfrutar do ABS e dos materiais solúveis em limonada para estruturas de suporte, além de até 42 opções em PLA, entre cores, materiais que brilham no escuro e distintas qualidades e combinações.

Busto de estátua impressa em mármore, cabo de martelo impresso em madeira, cálice impresso em bronze e vaso impresso em ferro.

Quando o mercado pensou que não haveria mais para onde evoluir, e as impressoras MakerBot ganhariam apenas novidades estéticas, sendo relegadas à máquinas educacionais e de usuários entusiastas e amadores, dentro de uma grande companhia Stratasys, a veia da inovação em realidade pulsou ainda mais forte, a a impressora ganhou um importante diferencial: novos materiais!

Para 2016 a MakerBot promete revolucionar mais uma vez o mercado, disponibilizando as impressoras 3D mais baratas e mais fáceis de usar até hoje capazes de produzir peças em compósitos baseados em: aço, cobre, madeira e mármore! O processo FDM passa a atuar como uma sinterização por aglutinante químico, onde o filamento de PLA passa a ser carregado de partículas, sejam elas aço, cobre, madeira ou mármore, que ao passarem pelo bico de extrusão da impressora, parte do PLA se dissipa e parte passa a atuar como cola, mantendo unidas as partículas que formarão a peça final.

As peças de aço terão propriedades magnéticas, as peças de cobre poderão ser oxidadas para mudarem de cor, as peças de madeira e mármore poderão ser polidas, lixadas e pintadas, levando a impressão 3D à novos patamares e mercados: escultura, mobiliário, peças sinterizadas para uso final, e tudo isso na plataforma mais barata, e num processo que requer apenas o upgrade do cabeçote SmartStruder, automaticamente compatível com todas as máquinas de quinta geração: MakerBot Replicator Mini, MakerBot Replicator e Makerbot Replicator Z18!

Novos materias Makerbot - Composite PLA LWT Sistemas é revendedora oficial MakerBot no Brasil. Continue antenado ao conteúdo que disponibilizamos em nosso blog para você ficar por dentro das novidades em impressão 3D para o mercado de impressão 3D.

Posts Relacionados

Compartilhe isso:
2 Comments
  1. […] material utilizado para realização de um item (você consegue ver estar informações no post dos novos materiais para impressão 3D) sua finalidade poderá ser totalmente diferente. Entre os usos comuns para os gamers estão os […]

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.