Realidade Virtual e sua influência em treinamentos

Realidade VirtualRealidade Virtual

Realidade Virtual e sua influência em treinamentos

A empresa ZF, uma das maiores produtoras de peças automotivas do mundo, acaba de dar mais um passo a favor da inovação. A implementação da Realidade Virtual no setor de montagem na unidade de Sorocaba.

A ZF realizou o projeto em conjunto com a FACENS, faculdade de engenharia de Sorocaba, ambas entidades são reconhecidas como entusiastas em inovação e tecnologia.

A instituição tem parceria com o Instituto Fraunhofer na Alemanha, organização de referência mundial em inovação e tecnologia, o que também colaborou para o resultado transformador do novo projeto.

Realidade Virtual e a Educação

A ZF vai dar início a treinamentos especializados e técnicos através da realidade virtual, que é uma das etapas de jornada para a indústria 4.0.

A quarta revolução industrial irá trazer uma maior velocidades nos processos e projetos, como as novas tecnologias irão precisar de profissionais mais competentes, os treinamentos para os mesmos precisa ser a altura.

Os primeiros projetos de treinamento de alta performance através da realidade virtual, será pela linha de montagem, por ser um setor de complexidade elevada e ter processos manuais e que necessitam de uma especialização nos processos de aprendizagem.

O treinamento através da Realidade virtual é sem riscos durante todo o processo, assim é possível reagir de forma profissional e segura todos os processos de montagens. Os treinamentos serão individuais e personalizados para cada tipo de colaborador.

O projeto se dará início em uma simulação de ambiente de trabalho real, o operado enquanto estive no treinamento não passará por interrupções ou algo que tire seu foco, o que irá auxiliar em todo o processo.

O projeto está em fase de implementação e testes, mas com a maturação do novo treinamento, a ideia é expandir para outras áreas e outras plantas.

Tecnologia e Inovação

Todo o treinamento que é ministrado para os colaboradores, foi elaborado pela engenharia de processos da ZF com a colaboração da FACENS que durante os processos de pesquisa foram realizando testes e estudos na área de inovação.

O Feedback recebido pelos usuários ajudou muito no aprimoramento do treinamento e para alcançar um ambiente digital forte e próximo da realidade.

A sala aonde o treinamento é realizado é seguro, controlado, novos operadores e até os mais experientes utilizam essa tecnologia. Onde o desenvolvimento acontece em uma velocidade cada vez mais rápida.

Durante as simulações, há a possibilidade de gerar uma série de indicadores de performance como, por exemplo, a velocidade de cada etapa do processo, a quantidade e frequência do uso da instrução de trabalho, entre outros.

Veja também:

Impressoras 3D são mais do que máquinas para protótipos

Robôs já conseguem fazer manipulações colaborativas

× Como podemos te ajudar?