O poder da inteligência artificial, computação quântica e o futuro do digital

O poder da inteligência artificialO poder da inteligência artificial

O poder da inteligência artificial, computação quântica e o futuro do digital

O mundo está se tornando cada vez mais inteirado no universo digital, as empresas precisam se adaptar para alcançar as transformações tecnológicas, e como tudo acontece de forma rápido, elas precisam ter um tempo de resposta a altura para não se tornarem obsoletas.

As revoluções de computação quântica e Inteligência Artificial, acontece em média a cada 5 – 6 anos e torna a forma como a sociedade funciona, de forma mais rápida e prática e envolve todas as áreas do mercado ao qual conhecemos, desde a administração a segurança de dados. Compras e vendas foram transformadas e estão revolucionando todos os processos.

O poder da inteligência artificial

Gartner é uma empresa de consultoria que ajuda clientes a tomarem melhores decisões, em 2019 ela fez um levantamento e descobriu que em 2020 é estimado que um quarto das interações de atendimento serão automatizadas por IA e uma porcentagem das empresas, 30% para ser exato, irão utilizar essa tecnologia em alguma etapa do processo.

A Gartner também fez um levantamento e descobriu que a expectativa para os próximos anos é da organizações utilizarem a IA em suas plataformas para um engajamento social e aumentando 25% de eficiência operacional.

Todas essas incríveis mudanças irão ocorrer em cinco anos com uma tecnologia que poderá ser usada em muitos processos administrativos que antes não eram percebidos pelos clientes.

Empresas como Google, Microsoft, IBM já estão investindo na Computação Quântica, que é um tema ao qual o mercado brasileiro ainda está engatinhando para se dar início.

A Era Pós Digital

A multinacional, Accenture, uma empresa de consultoria de gestão e da tecnologia da informação, recentemente anunciou um relatório que fala sobre a Era Pós Digital e o que vem por aí, como a IOA e a IA irão mudar a forma como utilizamos, consumimos e vendemos produtos.

A Gillete, gigante no setor de lâminas, está iniciando o processo de customização de lâminas para atender ao público

Podemos concluir que o ponto que alavanca as mudanças nesses setores e dentro da indústria, são as empresas que nascem no mundo digital e já estão prontas pro futuro.

Agora podemos identificar problemas em setores mais engessados e tradicionais, como o do setor Administrativo ou alguns prestadores de serviços, que já que demoram para se atualizar ou inovar, poderão sofrer com essas mudanças e se não estiverem abertos a novas tendências, irão ficar para trás.

A evolução está acontecendo agora, e de forma abrupta para toda a indústria, é preciso que nos atualizemos para termos folego ao nos adaptar.

Estamos entrando na era Pós-Digital, aonde a transformação acontece em uma velocidade gigantesca e quase imperceptível.

Veja também:

Bioimpressão e Biotinta para manufatura aditiva do tecido nervoso

Robôs já conseguem fazer manipulações colaborativas